sexta-feira, 3 de abril de 2015

A História - Parte 1




Era o dia 15 de Abril do ano 29 d.C, uma sexta feira como essa.
Às 9 da manhã, Ele estava sendo crucificado. A pele flagelada pelas chicotadas, a boca seca pela desidratação provocada pelo calor e a perda de sangue no caminho. Seus braços foram estendidos em uma estaca, seus pulsos foram colocados retos e pregados na estaca com grandes pregos entre seus ossos para que não caísse da cruz, o mesmo aconteceu com seus pés. Esse processo durou cerca de três horas.
Ao 12:00 a Cruz foi erguida no meio de dois ladrões, Aquele que não tinha nenhum pecado erguido entre dois transgressores. Seria o momento de sentir sua dor física e também a dor psicológica de todo pecado da humanidade mas o mais incrível é que Ele juntando suas últimas forças perdoou o ladrão ao seu lado. Ao meio dia a terra negou sua luz, envergonhada pelo que os homens fizeram ao Filho de Deus. O véu do Templo se rasgou, houve um terremoto a terra chorava e estremecia perante aquela cena. Ele antes de expirar não deixou sua mãe desamparada e ainda perdoou os soldados que o haviam açoitado e pregado Ele ali.
E chegando perto das 15 horas, ouviu se um brado juntando suas últimas forças Ele gritou: "- ESTÁ CONSUMADO!" e dizendo isso entregou o seu espírito. Um homem rico chamado José, veio pegou o seu corpo e o sepultou para que no sábado da preparação da Páscoa não houvessem corpos na cruz. A partir dali eu imagino um silêncio estranho que o mundo nunca havia visto.
Se é o final da história? Não! A história não termina aqui, essa foi a parte 1, afinal é a história de como o amor vence no final. QUER SABER O FINAL? AMANHÃ TEM MAIS!
E lembre-se NÃO FORAM OS CRAVOS QUE O PRENDERAM LÁ, FOI PURO AMOR!!

Por Lorena Mendonça 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...